17 de out de 2009

A MULHER CRIANÇA, A MULHER PROFESSORA E A MULHER MÉDICA

Deus ama a Mulher Criança. Deus ama a Mulher Professora. Deus ama a Mulher Médica.


Não é por acaso que o Dia da Criança, o Dia da Professora e o Dia da Médica são comemorados no mês de outubro e, uma data da outra, é separada por uma diferença de três dias.


Essas três mulheres têm algo em comum.


A Mulher Criança na maioria das famílias brasileiras teve de lutar para ter o direito de brincar visto que as suas mamães foram educadas por suas vovós para administrarem o lar sozinhas e quando muito, com a ajuda de suas filhas, enquanto que aos seus maridos era garantido o direito de trabalhar fora e trazer a provisão para o lar e, aos seus filhos, era garantido de forma natural o direito de jogar bola, de soltar pipa, de andar de bicicleta, etc.


A Mulher Professora na maioria das famílias brasileiras teve de lutar para ter o direito de estudar em função de que as suas mamães foram educadas por suas vovós ouvindo que as mulheres não deveriam aprender a ler e escrever para não escreverem bilhetes para namorados e também educaram suas filhas da mesma forma. Muitas acabaram fazendo o Curso de Formação de Professoras por que era o único curso e a única profissão que seus papais e suas mamães permitiam que fosse feito e desempenhado por suas filhas.


A Mulher Médica na maioria das famílias brasileiras além de lutar para ter o direito de estudar teve de lutar também para que fosse garantido a ela o direito de escolher a sua profissão. Os papais e as mamães tentavam convencê-la de que, já que pretendia trabalhar fora, deveria fazer o Curso de Formação de Professoras por que ser médica era uma profissão de homem.


Neste Dia da Criança, Dia da Professora e Dia da Médica percebemos que a Mulher Criança, a Mulher Professora e a Mulher Médica, apesar das lutas que precisaram empreender para se realizarem na infância, na adolescência e na juventude; não se conformaram com essa situação e acabaram contribuindo para que, no século XXI, o maior acesso das mulheres à instrução, seja uma das mudanças mais importantes que hoje estão melhorando a situação delas no Mundo Natural e no Mundo Espiritual, mostrando A IMPORTÂNCIA DAS PESQUISAS CIENTÍFICAS SOBRE O PRECONCEITO EM RELAÇÃO À MULHER.


A Mulher Criança, a Mulher Professora e a Mulher Médica passaram da proibição em estudar para:
. ocupar a maioria das carteiras como alunas na Educação Infantil, no Ensino Fundamental, no Ensino Médio e no Ensino Superior;
.
ter a maior quantidade de anos de estudo, mesmo quando é obrigada a abandonar a sala de aula por causa da gravidez indesejada, da viuvez de marido vivo, da viuvez de marido morto, da violência doméstica, etc.;
. ocupar a maioria das carteiras como alunas, nos Institutos Bíblicos, nos Seminários Teológicos, nas Faculdades Teológicas, nas Universidades Teológicas, etc.;
. as Mulheres Professoras são maioria nas salas de aula na Educação Infantil, no Ensino Fundamental, no Ensino Médio e no Ensino Superior de todos os cursos.


Mulher Criança! Mulher Professora! Mulher Médica! Parabéns pelo seu dia!

6 de out de 2009

GUNNAR VINGREN ENXERGOU FRIDA VINGREN COMO UMA MULHER CAPAZ DE PREGAR, ENSINAR, DOUTRINAR, ...

No Protestantismo Pentecostal vários homens de Deus valorizaram mulheres de Deus numa época em que a maioria dos homens defendiam e/ou defendem que, na igreja:
.as mulheres só podiam e/ou podem testificar;
.as mulheres não podiam e/ou não podem pregar, ensinar e doutrinar;
.não era e/ou não é justo que a mulher tenha a função de ensinadora e/ou pastora de uma igreja, a não ser que não existam homens capacitados para ensinar e/ou pastorear (1).

A história de um desses homens está registrada em Diário do Pioneiro que relata a luta de Gunnar Vingren pelo reconhecimento do ministério da mulher.

Gunnar Vingren fundou as Assembléias de Deus no Brasil em 18 de junho de 1911, em Belém, no Pará; juntamente com Daniel Berg. Em 16 de outubro de 1917, em cerimônia oficiada por Samuel Nyström, Gunnar Vingren e Frida Vingren; que foi a primeira missionária sueca enviada para o Brasil, casaram-se em Belém. Tiveram seis filhos: Ivar, Ruben, Margit, Astrid, Bertil e Gunvor.
Gunnar Vingren fundou os jornais Boa Semente, em 1919, no Pará, O Som Alegre, em 1929, no Rio de Janeiro e o Mensageiro da Paz, em 1930, na 1ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, em Natal; como resultado da fusão dos dois primeiros jornais.

Além do pastorado de 14 anos na Assembléia de Deus de Belém, Vingren pastoreou a Assembléia de Deus de São Cristóvão, de 1924 a 1932, no Rio de Janeiro.

Gunnar Vingren era fervoroso defensor do ministério da mulher na igreja e para que existisse a valorização da mulher, foi capaz de:
· enfrentar o celebrante de seu casamento, Samuel Nyström, Daniel Berg e Simon Lundgren; que eram contrários a ordenação de mulheres;
· em 1925, ordenar a 1ª mulher, Emília Costa, como diaconisa na Assembléia de Deus de São Cristóvão;
· liderar um movimento entre os pastores nos eixos: Belém, São Paulo e Rio de Janeiro, em favor do ministério da mulher;
· defender na 1ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, em 1930, a ordenação de mulheres.

Em função de sua coragem em enfrentar os seus opositores: sem medo de defender os seus argumentos, sem medo de perder a Presidência da Igreja, sem medo de não ser eleito para a Presidência da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, sem medo de desagradar famílias importantes da igreja, etc.; Vingren não ficou apenas no discurso: a sua relação com a sua mulher, Frida Vingren, na direção dos jornais, das igrejas, dos evangelismos, etc.; era de parceria na realização da obra de Deus.

Frida Vingren teve total liberdade para exercer o ministério que Deus a tinha dado, desempenhando as seguintes funções:
1. dirigiu o jornal O Som Alegre;
2. foi a única mulher a escrever comentários da revista de Escola Dominical: Lições Bíblicas;
3. foi autora de hinos da Harpa Cristã;
4. escreveu artigos e poesias no jornal Mensageiro da Paz;
5. dirigiu cultos na Assembléia de Deus de São Cristóvão;
6. dirigiu cultos ao ar livre nas praças do Rio de Janeiro;
7. participou da 1ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, em 1930 (1).

Gunnar Vingren poderia...
.
ter cedido ao preconceito contra o ministério de Frida Vingren;
.ter mantido o ministério de Frida Vingren abafado, como o de UMA MULHER DE DEUS QUE NÃO ACEITOU TER O SEU MINISTÉRIO ABAFADO POR HOMENS DE DEUS, sob a justificativa de que não teria como mudar a cabeça de seus opositores;
.ter desistido de lutar pelo ministério feminino para não ficar mal com os seus opositores;
.ter se omitido de defender o ministério feminino na 1ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, em 1930, para que não viesse a público as divergências entre os principais líderes das Assembléias de Deus;
.ter se conformado com a proibição determinada pela Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, e não ordenar a diaconisa Emília Costa.

No entanto, Gunnar Vingren, o marido de Frida Vingren, demonstrou ser um homem de Deus ao enxergá-la como:
.pregadora, por pregar nos cultos da Assembléia de Deus de São Cristóvão e nos cultos ao ar livre, das praças do Rio de Janeiro;
.ensinadora, por ensinar a Palavra de Deus através de poesias, hinos e artigos;
.doutrinadora, por ser a única mulher a escrever comentários da revista de Escola Dominical: Lições Bíblicas.

5 de out de 2009

ÁQUILA ENXERGOU PRISCILA COMO PASTORA, EVANGELISTA, PRESBÍTERA E DIACONISA

No Novo Testamento vários homens de Deus valorizaram mulheres de Deus, mostrando QUAL ERA A DIFERENÇA ENTRE SER MULHER NA SOCIEDADE JUDAICA E SER MULHER NA SOCIEDADE CRISTÃ, numa época em que os rabinos pregavam que:

.a mulher não tinha alma;

.a mulher não tomava parte ativa no culto de adoração a Deus, falando ou orando em voz alta;

.à mulher, não era permitido estudar a Lei de Moisés (10).

A história de um desses homens está registrada na Bíblia Sagrada em At. 18. 1-4, 18-21 e 24-28 que fala do relacionamento entre Áquila e Priscila.

Áquila e Priscila era um casal de judeus cuja profissão era a de fabricante de tendas. Eles foram forçados a abandonar a cidade de Roma por meio de um decreto do Imperador Cláudio que ordenava a expulsão dos judeus.

Quando Paulo chegou em Corinto trabalhou com Áquila e Priscila no negócio deles de fabricação de tendas. Enquanto trabalhavam juntos na oficina e na divulgação do evangelho, Áquila e Priscila tiveram a inestimável oportunidade de serem ensinados e treinados pelo próprio Paulo.

Áquila e Priscila abriram seu lar para o trabalho de Paulo, e ali se desenvolveu a Igreja Cristã de Corinto. Acompanharam-no a Éfeso e ajudaram-no a estabelecer ali a Igreja Cristã em Éfeso, onde também se reunia na casa deles. Além disso, voltaram a Roma, de onde tinham sido expulsos, e a Igreja Cristã de Roma funcionava na casa deles.

É interessante notar que, numa época em que os homens, na maioria das vezes, não se referia a mulher pelo nome, o nome de Priscila aparece em primeiro lugar, em quatro das seis referências a esse casal no Novo Testamento (At. 18. 18, At. 18. 26, Rm. 16. 3,4 e II Tm. 4. 19); levando-nos a fazer seis INFERÊNCIAS:

1. Priscila era o elemento mais importante da família;

2. Priscila era a personalidade mais espiritual no que diz respeito ao ministério do evangelho;

3. Priscila pertencia a uma nobre família romana, o que lhe teria dado uma proeminência especial;

4. Priscila era alguma dama romana de categoria social superior a de Áquila;

5. Priscila era o elemento de maior proeminência na igreja local;

6. Priscila pode ter sido mais proeminente no negócio de fabricação de tendas (10).

Áquila poderia...

.ter inveja do desempenho de Priscila na oficina de fabricação de tendas;

.ter ciúme de Priscila em função dos elogios de Paulo a ela, inclusive chamando-a, às vezes, pelo apelido de Prisca;

.ter desprezado a posição herdada por Priscila por pertencer a uma família nobre;

.ter impedido Priscila de exercer o ministério do evangelho na igreja local;

.ter reivindicado a posição de elemento mais importante da família.

No entanto, Áquila, o marido de Priscila, demonstrou ser um homem de Deus ao enxergá-la como:

.pastora, por dirigir as Igrejas Cristãs de Corinto (At. 18. 11), Éfeso (At. 18. 18,19) e Roma (Rm. 16. 3,4);

.evangelista, por expor o caminho de Deus a Apolo que era eloqüente e poderoso nas Escrituras mas, conhecia apenas o batismo de João (At. 18. 24-26);

.presbítera, por atuar como superintendente das Igrejas Cristãs de Corinto, Éfeso e Roma (I Co. 16. 19);

.diaconisa, por ter arriscado a própria vida para salvar a de Paulo (At. 19. 23-41).

MAS, POR QUE ÁQUILA?

Durante muitos anos, ao ministrar para pré-adolescentes, adolescentes e jovens; em acampamentos, congressos, seminários, etc.; utilizei como símbolo o relacionamento entre Isaque e Rebeca.

Ao me aprofundar nas pesquisas científicas sobre casais, na Bíblia Sagrada, pude constatar que o casal que melhor representa o relacionamento entre um Homem de Deus e uma Mulher de Deus é ÁQUILA e PRISCILA.

Portanto...

Pré-adolescentes, adolescentes e jovens desejem, sonhem, planejem o seu namoro, o seu noivado e o seu casamento; pedindo a Deus UM ÁQUILA ou UMA PRISCILA.

VOCÊ SERÁ MUITO FELIZ!

4 de out de 2009

OS DESAFIOS DE SER MULHER SOLTEIRA NO SÉCULO XXI

No século XXI as pesquisas mostram que na população mundial, há uma pequena predominância na quantidade de mulheres, em relação à de homens, o que tem levado a maioria dessas mulheres a ficarem ansiosas com respeito ao namoro, ao noivado e ao casamento.

No século XX, as mulheres solteiras tinham como referencial as suas mamães que preparavam as suas filhas para:
.administrar o lar sozinha: lavando, passando, cozinhando, arrumando, etc.;
.ajudar o marido na busca de provisão fazendo e vendendo peças de tricô, crochê, bordado, costura, etc.;
.cuidar do marido, dos filhos, das filhas, etc.;
.casar com a idade entre 15 e 25 anos;
.na adoração a Deus: aspirar participar do Círculo de Oração, da União Feminina, da obra social, da cantina, da cozinha, de cantar, de tocar um instrumento, etc.

No século XXI, as mulheres solteiras ainda têm como referencial as suas mamães que preparam as suas filhas para:
.administrar o lar com a ajuda do marido, dos filhos, das filhas, de uma secretária, etc.;
.estudar: terminando o Ensino Fundamental, o Ensino Médio, o Ensino Superior, etc.;
.exercer uma profissão com no máximo 6h diárias de trabalho;
.casar com a idade entre 25 e 35 anos;
.na adoração a Deus: aspirar ser pastora, ser evangelista, ser missionária, ser presbítera, ser diaconisa, etc.

As mamães do século XX foram de fundamental importância para a construção de famílias estruturadas na nossa sociedade.

As mamães do século XXI estão sendo fundamentais para a construção de famílias em que AS MULHERES CRISTÃS QUEREM VIVER O EFEITO IGUALADOR DO EVANGELHO no qual “não há judeu, nem grego; não há servo, nem livre; não há homem, nem mulher; porque todos nós somos um em Cristo Jesus” (Gl. 3.28).

MULHER SOLTEIRA, você é uma filha do século XXI. Por enquanto, independente de sua idade, SE PREOCUPE EM:
.aprender a administrar um lar com a ajuda do marido, dos filhos, das filhas, de uma secretária, etc.;
.estudar: terminando o Ensino Fundamental, o Ensino Médio, o Ensino Superior, etc.;
.se preparar para exercer uma profissão com no máximo 6h diárias de trabalho;
.ter o seu próprio salário;
.se preparar para ser pastora, ser evangelista, ser missionária, ser presbítera, ser diaconisa, etc.

E quanto ao namoro, ao noivado e ao casamento... Em I Co. 7.34b diz: “(...) a solteira cuida das coisas do Senhor para ser santa, tanto no corpo como no espírito; (...)”.O namoro, o noivado e o casamento é algo para ser desejado, sonhado, planejado.

Mas, esse desejo, esse sonho e esse planejamento não pode ocupar o 1º lugar na sua vida.

A mulher solteira vive idealisticamente um relacionamento de aliança com Deus; e é chamada a desenvolver seus dons naturais e espirituais, para contribuir com o crescimento (10) do Mundo Natural e do Mundo Espiritual.

Portanto, MULHER SOLTEIRA!
1. DESEJE o seu namoro, o seu noivado e o seu casamento;
1.1. para que Deus libere o seu ÁQUILA, você precisa desejar se casar.
2. SONHE com o seu namoro, o seu noivado e o seu casamento;
2.1. imagine como é o seu ÁQUILA, a cerimônia, a música, o convite, o local, a ornamentação, o buffet, a fotografia, a filmagem, etc.
3. PLANEJE o seu namoro, o seu noivado e o seu casamento;
3.1. marque a data, faça o orçamento, comece a comprar o enxoval, etc.

Mas, não esqueça que para conquistar esse desejo, esse sonho e esse planejamento,... você precisará em 1º lugar; cuidar das coisas do Senhor; para ser santa na alma, no espírito e no corpo.

MAS POR QUE ÁQUILA?